Postagem em destaque

A palavra de ordem é prevenção!

Este blog estréia no mesmo mês que um ataque cibernético mundial, promovido pela Wannacry, infectou sistemas em mais de 100 países, coloca...

domingo, 18 de março de 2018

Sociedade Brasileira de Pediatria alerta



Leia abaixo um pequeno trecho do conteúdo informativo encontrado nos links acima:

De acordo com o estudo, uma em cada três crianças e adolescentes usuárias de internet (37%) declarou ter visto alguém ser discriminado na Internet no último ano – o equivalente a 8,8 milhões de jovens.  Entre os motivos identificados para a discriminação, 23% das crianças usuárias citaram preconceito de cor ou raça; 13% mencionaram aparência física; e 10%, relacionamento entre pessoas do mesmo sexo. 

Além disso, 20% das crianças e adolescentes declararam terem sido tratadas de forma ofensiva na internet, caracterizando uma das formas de cyberbullying. Nesta amostra, 21% dos adolescentes deixaram de comer ou dormir por causa da internet, 17% procuraram informações sobre formas de emagrecer, 10% buscaram formas para machucar a si mesmo, 8% relataram contato com formas de experimentar ou usar drogas e 7% declararam ter tido acesso a maneiras de cometer suicídio. 

Para a SBP, esses indicadores ajudam a dimensionar o problema, que pode ser ainda maior, pois, conforme relata a Tic Kids 2015, 77% dos adolescentes e crianças ouvidos enviam mensagens instantâneas ou usam as redes sociais quando sozinhos e 61% já postaram fotos ou vídeos na internet. Também é preocupante o fato de que 39% já tiveram contato com pessoas que não conheciam pessoalmente e 18% encontraram com desconhecidos. 

Fica aqui registrado o nosso alerta para pais, educadores, crianças e adolescentes.

Internet sem vacilo - Não custa lembrar e divulgar!


Habilidade/facilidade/adestramento não significa conhecimento para seguir o caminho certo no mundo virtual

Esta campanha é uma iniciativa do UNICEF Brasil em parceria com Google, Safernet Brasil, agência Fermento e produtora digital Wavez.

Esta campanha tem a participação dos youtubers Jout Jout e Pyong Lee, que se uniram ao UNICEF para fazer todo mundo pensar e tomar as mais sábias decisões. Assista aos vídeos, e comente. Faça o quiz na página da UNICEF Brasil para avaliar o seu comportamento online e crie conteúdo sobre o assunto. Não se esqueça de usar a hashtag #internetsemvacilo.



Um dos vídeos informativos - este fala sobre sexting

https://youtu.be/QNNWZsW2cHA

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Dia da Internet Segura




O Safer Internet Day é uma iniciativa anual com objetivo de envolver e UNIR os diferentes atores, públicos e privados, na promoção de atividades de conscientização em torno do uso seguro, ético e responsável das TICs, nas escolas, universidades, ONG's e na própria rede. Com esta motivação, o Dia da Internet Segura, criado pela Rede Insafe na Europa, reúne atualmente mais de 100 países para mobilizar usuários e instituições em torno da data e estimular um uso livre e seguro. As ações podem acontecer entre Janeiro e Feveiro, on e off-line em diferentes contextos.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Consciência sobre o uso excessivo da tecnologia

Mais um pouco do Programa DEDICA (link na barra direita em nosso blog).

Parece que não são só as crianças e adolescente que andam abusando da internet. Pense nisso!





Você sabia que existe violência virtual?

Conecte-se ao que importa.
Nova campanha que Green Bob apoia! 

Venha conhecer a missão do DEDICA.

O Programa DEDICA, Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, mantido pela Associação
dos Amigos do Hospital das Clínicas, presta assistência interdisciplinar a crianças e adolescentes vítimas de violência, bem como aos responsáveis e agressores (quando passíveis de tratamento).

Esta é uma das formas mais comuns e não percebida de violência virtual - o abandono dos pequenos, deixados de lado pela web.

Isso afeta a estruturação psíquica das crianças e adolescentes, que perdem os laços de afeto e confiança com o mundo adulto.

Por isso, o apelo do Programa DEDICA e agora também do Green Bob é urgente: Conecete-se ao que importa.


e-mail: institucional@amigosdohc.org.br



quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Games - jogar online é arriscado?

Este tema vem sendo constantemente abordado por várias mídias.

Sem dúvida é algo delicado e que merece atenção por parte de todos que estão envolvidos, gamers, seus familiares e amigos.

Há mitos riscos envolvidos, talvez o pior deles seja a DEPENDÊNCIA, que pode levar a outros problemas graves de saúde, por exemplo.
Mais atenção: o problema não são as várias horas gastas jogando e sim o prejuízo que o ato de jogar está causando. Por exemplo: você deixa de fazer algo, se divertir, estudar, sair, estar com os amigos e familiares, para ficar jogando?
Pense nisso!

Não temos a solução nem uma fórmula mágica que resolve este tipo de problema. O que podemos dizer, principalmente para os familiares, é que o controle e a proibição não são o melhor caminho.




- Converse sempre sobre os riscos da dependência;



- Mostre sempre que você estará ao lado e seus filhos para dar suporte no que for preciso;


- A mediação ativa pode reduzir muito as consequências de uma exposição a este tipo de risco, os jogos online;


- Esteja sempre por perto e até mesmo jogue com seus filhos;


Green Bob alerta.

Precisamos ficar mais atentos para estes casos!



Você sabia? Green Bob conta para você...

Olá amigos

Vocês sabiam que o Google tem uma plataforma pensada especialmente para crianças, o YouTube Kids?

Nesta plataforma há uma filtragem automática de conteúdos exclusivos para crianças. Assim, seus filhos não correm o rico de assistir algo impróprio navegando no site YouTube ou em qualquer outro.

Disponível no Google Play e na App Store.

Mais segurança e prevenção!!!


terça-feira, 9 de janeiro de 2018